Batalha entre detentos e Susepe deixa 17 feridos na cadeia

Detentos se rebelaram com a entrada dos agentes no pátio do presídio

 

Agentes da Susepe foram recebidos a pedradas pelos detentos e revidaram com tiros com balas de borracha um princípio de rebelião ocorrido quando a tropa entrou no pátio interno para fazer a guarda dos presos durante a revista geral feita nesta terça-feira no Presídio Estadual de Cachoeira do Sul.

Um agente levou uma pedrada na perna e 16 presos foram atingidos pelos disparos feitos com munição antimotim. Esta é a primeira vez que os presidiários se rebelam contra os agentes em uma operação da Susepe na cadeia de Cachoeira, no Bairro Cristo Rei.

De acordo com o delegado regional da Susepe, cachoeirense Andreo Camargo, os presos estavam no pátio quando os agentes entraram na cadeia. O procedimento adotado pela Susepe é padrão: colocar os presos sentados enquanto a revista é feita.

No entanto, parte da massa se revoltou contra a ação e passou a jogar pedras e até garrafas térmicas nos guardas. As pedras eram de concreto de tampas de bueiros, que foram quebradas. A Susepe levou cerca de cinco minutos para conter os detentos no princípio de rebelião.

Na revista foram apreendidos 58 telefones, além de carregadores, baterias, drogas e dinheiro. A operação envolveu 56 agentes da Susepe para vasculhar as 14 celas da galeria do regime fechado, onde estão 188 detentos, todos eles levados para o pátio interno durante a operação.

Comentários