Brasil desencanta no fim e bate com sofrimento a Costa Rica por 2 a 0

Phiilippe Coutinho e Neymar marcaram os gols nos acréscimos

 

Foi com sofrimento além do esperado, mas enfim a primeira vitória do Brasil na Copa do Mundo saiu. Passava dos 45 minutos do segundo tempo quando Philippe Coutinho, de bico, marcou o primeiro gol da vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica. Ainda daria tempo para Neymar fechar o placar aos 51.

A vitória deixa o Brasil na liderança do grupo E com quatro pontos, um a mais que a Sérvia, que às 15h desta sexta-feira encara a Suíça. Na quarta, às 15h, uma vitória sobre os sérvios garantirá a vaga às oitavas de final.

O duelo foi tão dramático que Neymar chorou muito após o apito final pela vitória que dá tranquilidade para a sequência no Mundial na Rússia.

Até os gols do alívio saírem, o duelo não fugiu do script. Ou quase saiu. Na única vez que a Costa Rica chegou com perigo, aos 12 minutos, Borges desperdiçou e chutou para fora.

O Brasil encontrou um paredão pela frente. Bem postada, a Costa Rica só dava espaços para chutes de longe. O Brasil tentou com Coutinho, Neymar e Willian, mas só conseguiu acertar em gol em chute fraco de Marcelo.

Mudança
No segundo tempo, o técnico Tite sacou Willian para a entrada de Douglas Costa. Com jogadas pelos dois lados do campo, a Seleção encurralou os adversários e as chances começaram a aparecer.

Aos quatro minutos, Gabriel Jesus cabeceou na trave, Paulinho pegou a sobra, rolou para Coutinho, que chutou e o zagueiro salvou em cima da linha.

Neymar teve duas chances. Aos 18, parou em Navas. Aos 26, teve nove chance, mas chutou para fora. Um pouco antes, Tite deixou o time ainda mais ofensivo com Firmino no lugar de Paulinho.

Pênalti desmarcado
O drama aumentou ainda mais aos 34 minutos, quando Neymar foi puxado por Gonzáles e o árbitro marcou pênalti. No entanto, na revisão do árbitro de vídeo o lance foi anulado.

O Brasil não desistiu e seguiu pressionando, mesmo com a Costa Rica parando o duelo com faltas ou para atendimento de lesões. Coutinho e Casemiro tentaram, mas pararam em Navas.

O gol do alívio saiu aos 45. Firmino ganhou de cabeça, Gabriel Jesus não dominou e a bola sobrou para Coutinho marcar 1 a 0, de bico, entre as pernas de Navas. Na comemoração, Tite chegou a cair no gramado pela empolgação.

Era o gol do alívio. Aos 49, Firmino desperdiçou boa chance. Aos 51, Douglas Costa deixou Neymar livre para marcar 2 a 0 e decretar a sofrida vitória brasileira em São Petersburgo.

BRASIL (2): Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Willian (Douglas Costa), Paulinho (Firmino), Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus (Fernandinho)
Técnico: Tite

COSTA RICA (0): Keylor Navas; Gamboa (Calvo), González, Acosta, Duarte e Oviedo; Venegas, Guzmán, Borges e Bryan Ruiz; Ureña (Bolaños)
Técnico: Óscar Ramírez

Comentários