Cachoeira precisa vacinar 150 mil reses contra a febre aftosa

Pecuarista que não imunizar os animais corre o risco de ser multado

 

Cerca de 150 mil reses devem ser vacinadas na primeira etapa da campanha contra a febre aftosa em Cachoeira do Sul. A vacinação iniciou nesta terça-feira e se estende até o dia 31de maio, quando devem ser imunizados todos os bovinos e bubalinos. No estado, a campanha visa vacinar nesta etapa 13,73 milhões de animais.

De acordo com o chefe da Inspetoria Veterinária, Marivaldo Fernandes Leão, os pecuaristas devem comprar a vacina nas casas agropecuárias e aplicar no rebanho. Não há mais distribuição de doses gratuitas aos pequenos pecuaristas pelo Governo do Estado.

Em duas empresas consultadas ontem, o valor da dose varia entre R$ 1,25 e R$ 1,35 na cidade. Depois de imunizar o gado, é preciso apresentar a nota fiscal na Inspetoria para comprovar a vacinação até 7 de junho, cinco dias úteis após o término da campanha contra a aftosa.

Segundo Leão, quem não vacinar o rebanho corre o risco de ser atuado pela Inspetoria. Ele alerta que a multa inicial é de R$ 1.180,00 e mais R$ 18,80 a cada animal não vacinado.

Neste ano, 50 propriedades já foram notificadas para que a vacinação seja acompanhada pela Inspetoria. São propriedades onde existe grande fluxo de entrada e saída de animais ou localizadas perto de frigoríficos, que é considerado área de risco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *