Conesul alterou a rota para levar o lixo para fora da cidade

Novo percurso aumentou 70 quilômetros na rodagem dos caminhões

A empresa Conesul, responsável pela recolhimento do lixo em Cachoeira do Sul, também foi afetada com a interdição da Ponte do Fandango.

A empresa seguirá com o lixo por Vera Cruz do Sul até o aterro sanitário de Butiá, local onde os resíduos serão depositados.

O novo percurso começou a ser feito na quarta-feira, e gerou um aumento de 70 quilômetros na rodagem dos caminhões e duas horas a mais de viagem.

O custo ficará por conta da Prefeitura de Cachoeira do Sul.

Os caminhões poderiam seguir por Rio Pardo, mas o encarregado da empresa, Juceli Cremonese afirmou que as condições da estrada não permitem a passagem dos veículos pelo trecho.

Se optassem por essa rota, a quilometragem seria de 50 quilômetros a mais.

A Conesul carrega cerca de 50 toneladas de lixo por dia, e utiliza três caminhões, um deles vem de Santa Cruz do Sul.

Todos eles são articulados, do modelo Bitrem Romeu e Julieta, e por isso não podem passar carregados pela balsa.

 

Comentários