Conselheiro sai do Compahc após briga na votação da Casa 500

Rafael Rochembach ofendeu-se com insinuações de integrantes que tiveram voto diferente do seu

O jogo de acusações contra os representantes da Prefeitura no Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural(Compahc) que votaram a favor da demolição da histórica Casa 500, na esquina das ruas 7 de Setembro com Conde de Porto Alegre, gerou o afastamento de um dos conselheiros, o advogado Rafael Rochembach, indicado pela Procuradoria Jurídica do Município.

Ele encaminhou seu desligamento na última reunião do Compahc e listou uma série de motivos aos colegas, todos envolvendo seu voto favorável à demolição.

“Insinuaram que os representantes da Prefeitura foram comprados. Como não citaram nomes, assumi as acusações como sendo para mim. Se eu estou em um conselho em que não posso discordar de opiniões, sinto-me no lugar errado”, resume o advogado.

Comentários