GG promete ajudar Dnit a controlar uso da balsa

Prefeito ficou de ceder funcionários para registrar travessias caso a autarquia tenha de arcar com os custos do serviço

 

Caso o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) não consiga se livrar da responsabilidade de pagar pelo serviço da balsa durante os 90 dias em que a Ponte do Fandango tiver de ser interrompida, o prefeito Sérgio Ghignatti anunciou ontem que irá disponibilizar funcionários da Prefeitura para fazerem a contagem dos veículos que atravessarem o Rio Jacuí utilizando a embarcação.

“Vamos ser parceiros do Dnit, estamos dispostos a ajudar em tudo que for possível para evitar que a reforma da ponte seja paralisada”, observa o prefeito.

“A ideia é colocar um funcionário lá anotando as placas e conferindo os pagamentos pelos tickets que forem emitidos. Queremos ajudar mas explicamos para o pessoal do Dnit que a Prefeitura não tem dinheiro e nem dotação orçamentária para poder ajudar com mais do que isto”, informa GG.

Segundo ele, o pedido de auxílio partiu do superintendente regional do Dnit, engenheiro Carlos Tonetto, que foi procurar Ghignatti em seu gabinete, no final da tarde desta terça-feira.

Caso o Dnit consiga derrubar a liminar da Justiça Federal que o obriga a arcar com os custos da travessia, os empresários que juntaram forças para construir a balsa já estão preparados para controlar as cobranças por conta própria.

Comentários