Grêmio perde por 2 a 0 para o Palmeiras e cai para sexto

Willian marcou os gols na primeira derrota do Tricolor na Arena

 

O Grêmio amargou nesta quarta-feira à noite a sua primeira derrota na Arena no Campeonato Brasileiro. Com dois gols de Willian, o Palmeiras venceu por 2 a 0 e derrubou o Tricolor para o sexto lugar, com 16 pontos. O Verdão subiu para a terceira colocação, com 17.

Bastou a bola rolar para se confirmar tudo que os torcedores esperavam do duelo. Os dois times optaram pelo jogo aberto, valorizando a posse de bola e os contragolpes rápidos.

O Palmeiras criou as melhores chances do primeiro tempo, explorando a velocidade de Dudu. O atacante deu sustos em duas oportunidades. Mas quem ameaçou mesmo foi Willian, que mandou a bola na trave logo a um minuto, e no travessão, aos 37.

O Grêmio teve um pouco mais posse de bola, mas não encontrou muitos espaços. As finalizações saíram e chutes de fora da área de Leonardo e Luan, para boas defesas de Jaílson, e em cabeçada fraca de Everton.

Ritmo
O ritmo começou intenso no segundo tempo. Já com Jaílson no lugar do lesionado Maicon, o Grêmio chegou forte aos 18 segundos, com Lima obrigando Jaílson a fazer boa defesa.

Com os dois times valorizando a troca de passes cada vez que tinham a posse de bola, as oportunidades não apareciam. Até os 21, quando a dupla palmeirense voltou a dar as caras, desta vez para levar a melhor sobre Grohe. Dudu deixou Willian livre para marcar 1 a 0.

Renato ainda promoveu as entradas de Pepê e Thonny Anderson, mas o Verdão não deu chances para o Grêmio finalizar com perigo ao gol de Jaílson. E ainda teve um contragolpe certeiro aos 41, quando Willian avançou livre, marcou 2 a 0 e definiu o placar na Arena.

O Tricolor tentará a reação domingo, de novo na Arena, contra o América-MG.

Grêmio (0): Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon (Jaílson), Arthur (Thonny Anderson), Lima (Pepê), Luan e Everton; André. Técnico: Renato Portaluppi.

Palmeiras (2): Jailson; Marcos Rocha, Luan, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique e Moisés (Jean); Hyoran, Dudu e Willian. Técnico: Roger Machado.

Comentários