Prefeitura emite informe epidemiológico sobre toxoplasmose

A Prefeitura de Cachoeira do Sul através da Secretaria de Saúde emitiu na tarde desta quarta-feira (23) um Informe Epidemiológico sobre toxoplasmose. De acordo com o informe, analisando-se as notificações realizadas no Sistema de Informações de Agravos de Notificação (SINAN) não há nenhum caso registrado em Cachoeira do Sul.

A chefe da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, Andréa Corrêa Santos, explica que os dados são referentes aos casos em gestantes, uma vez que trata-se de um dos exames de pré-natal. No entanto, um aumento do número de casos geraria um alerta imediato pela Vigilância Epidemiológica, que monitora esta doença.

“Embora tenhamos um surto epidêmico de toxoplasmose confirmado no município de Santa Maria, não há registro de aumento de casos nos municípios da 8ª CRS”, destaca Andréa. No entanto, ela enfatiza que a rede de saúde pública e privada deve estar atenta se houver aumento de casos ou mudança no perfil epidemiológico de sua população.

Transmissão:

Segundo a literatura, a principal forma de contaminação em surtos de toxoplasmose se dá por meio de água e alimentos contaminados. Os gatos domésticos e outros felinos são potenciais transmissores da doença, no entanto, apresentam pouca importância epidemiológica em surtos. A transmissão também por via transplacentária, transplante de órgãos ou doação sanguínea de doador infectado.

Incubação:

Em geral acontece de 10 a 23 dias no caso de cisto (carne crua ou mal cozida, principalmente porco e ovelha) e de 5 a 20 dias no caso de oocisto (contaminação direta pelas fezes dos gatos)

Quadro clínico:

Pode variar desde infecção assintomática e manifestações sistêmicas graves. Casos sintomáticos agudos em geral apresentam febre, dores no corpo e na cabeça e aumento dos linfonodos. Há casos em que ocorre pneumonia difusa, miocardite (inflamação do miocárdio), miosite (inflamação muscular), hepatite ou encefalite (inflama do cérebro).

Medidas de prevenção

– Evitar o consumo de água e alimentos de origem desconhecida;

– Comer somente carnes bem cozidas ou bem passadas;

– Beber somente água tratada, filtrada ou fervida;

– Beber somente leite pasteurizado ou fervido;

– Lavar bem as mãos após o manuseio de carnes cruas;

– Lavar bem frutas, verduras e legumes crus antes do consumo;

– Lavar bem as mãos antes das refeições;

– As fezes dos gatos devem ser recolhidas com luvas só sacolas plásticas e devem ser descartadas em sacos plásticos utilizados para o lixo doméstico. Os gatos jovens e doentes eliminam oocistos de toxoplasmose por cerca de 15 dias. Indivíduos adultos (gatos domésticos) geralmente são imunes e raramente transmitem doença.

Comentários