Protesto no Centro de Cachoeira do Sul pede intervenção militar no Brasil

Manifestação foi organizada pelas redes sociais e contou com caminhoneiros, motociclistas e jovens

 

Um protesto formado por cerca de 60 manifestantes, acompanhado por alguns caminhoneiros e motociclistas tomou as ruas do Centro de Cachoeira do Sul no final da tarde desta segunda-feira.

Empunhando bandeiras do Brasil, com balões verde-amarelos, apitos e faixas, os manifestantes erguiam faixas pedindo por intervenção militar, como solução para a crise política vivenciada no Brasil. O manifesto percorreu a Júlio, a Sete de Setembro e culminou na Praça Honorato de Souza Santos.

Uma das organizadoras do protesto, a doméstica Jaqueline Pastoriza, falou sobre o pedido por intervenção: “tem outra forma de mudar o que está aí?”, questionou. Segundo Jaqueline, o movimento foi uma manifestação espontânea, aproveitando o Whatsapp para mobilizar amigos e conhecidos.

IMPROVISO

“Estava assistindo à Globo, vendo essas mentiras que são ditas, fiz uma mensagem no Whats, passei a todos meus contatos e divulguei no Face, e fui na praça hoje e mais pessoas apareceram. Por coincidência caminhoneiros chegaram e se somaram. Foi tudo no improviso, compramos TNT e fizemos as faixas na hora”, destacou. O grupo está se organizando para uma manifestação em frente aos quartéis da cidade, que deve acontecer ainda esta semana.

Comentários