TransGG abre passagem para veículos

Desvio de 200 metros de extensão tem mão dupla, é sinalizado e recebeu camada de pedras compactadas para evitar atoleiro

 

Depois de quase um mês de obras foi liberado na tarde desta quarta-feira o desvio para a passagem de veículos durante a reforma da ponte desmoronada no começo de 2016 na estrada principal do distrito de Ferreira, nas proximidades do campus definitivo da UFSM/Cachoeira.

Chamado de TransGG, o desvio passa pelo lado da ponte e abre caminho para a reforma da estrutura que estava funcionando em meia pista.

Feito pela empreiteira RGS Engenharia, de Porto Alegre, a rota alternativa tem 200 metros de extensão, está sinalizada, tem mão dupla e permite a passagem de dois veículos simultaneamente, o que na ponte em meia pista era impraticável.

Para evitar problema de atoleiro em dias chuvosos, a pisto do desvio recebeu camadas de pedras compactadas com rolo compressor.

Paga pelo Estado, a TransGG custou em torno de R$ 300 mil. O material de canalização e as pedras usadas na obras, depois de concluída a reconstrução da ponte, serão usados para melhor a Estrada do Geribá, sem custos adicionais.

A capacidade máxima de carga da TransGG é a mesma da ponte, 45 toneladas, e o limite de velocidade no trecho foi estabelecido em até 40 quilômetros por hora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *