51 99800.2525
51 3723.3344
faleconosco@gvcfm.com.br

Estação Regional de Pesquisa do Irga recebe acadêmicos da UFSM e UERGS

Há 3 anos a rádio número 1. Participe da programação pelo whatsapp, telefone e redes Sociais.

Estação Regional de Pesquisa do Irga recebe acadêmicos da UFSM e UERGS

Gabriel Haag*

jornalismo@gvcfm.com.br

O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) ao longo dos anos vem desenvolvendo, aprimorando e expandindo cada vez mais a pesquisa e a extensão rural. A Estação Regional de Pesquisa, localizada na Barragem do Capané, em Cachoeira do Sul, recebe produtores, técnicos e estudantes da região Central do Estado do Rio Grande do Sul.

Na constante busca pelo conhecimento ligado à cultura do arroz irrigado e soja em terras baixas, a Estação possui participação importante na comunidade acadêmica da região, com os campi da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS).

Nos dias 27 e 29 de novembro a equipe da Estação recepcionou a turma de formandos do curso de Agronomia da UERGS e do curso de Engenharia Agrícola da UFSM.

Na ocasião, os alunos e professores foram recepcionados pela engenheira agrônoma Dr. Mara Grohs, responsável pela Estação Regional de Pesquisa da autarquia. Mara apresentou os principais fatores de manejo e irrigação das culturas do arroz, da soja e do milho em terras baixas. Foram demonstrados 35 experimentos conduzidos atualmente na Estação e oportunizado aos acadêmicos a prática de regulagem das máquinas disponíveis no local.

“O contato com futuros profissionais da área agronômica e agrícola é muito importante tanto para os alunos quanto para os servidores da instituição, pois reforça o papel de protagonista do Irga como referência na pesquisa, geração e transferência de conhecimento sobre os cultivos em terras baixas, independente do lugar e do público em que está inserido ou envolvido”, declara Mara.

Para a professora da UERGS Marta Drescher, a visita na Estação foi uma oportunidade de intenso aprendizado para os universitários do curso de agronomia. A expectativa é que a parceria entre Irga e UERGS seja mantida para os próximos semestres letivos.

“A atividade de campo possibilitou que os estudantes visualizassem e vivenciassem na prática os conteúdos teóricos abordados em sala de aula. Durante a tarde de atividades foi possível debater as estratégias de manejo da cultura de arroz irrigado (ciclo, pragas e doenças), bem como sobre a necessidade de planejamento da propriedade para o sucesso do cultivo. Outro aspecto que despertou muito o interesse dos acadêmicos foi o cultivo de culturas de sequeiro, como soja e milho em terras baixas, visto que esses estão habituados com as características de manejo dessas culturas em áreas de coxilha e, com a visita à Estação, puderam perceber que existem diversas características que tornam a produção em terras baixas tão peculiar”, destaca Marta.

De acordo com a professora da UFSM, campus de Cachoeira do Sul, Viviane Dal-Souto Frescura, a parceria com o Irga proporciona o encontro entre teoria e prática.

“Devido à falta de uma área experimental ou uma estação agronômica na Universidade Federal de Santa Maria – Campus Cachoeira do Sul (UFSM-CS), as aulas práticas da disciplina só ocorrem se forem firmadas parcerias com instituições que possam suprir essa carência encontrada no câmpus. As aulas teóricas de Sistemas de Cultivos Agrícolas só têm verdadeiro significado na formação dos futuros engenheiros agrícolas, se for possível aplicá-los na prática. A visita ao Irga foi um divisor de águas na disciplina e na formação dos alunos do curso. Além disso, os alunos puderam acompanhar a rotina de uma estação experimental e entender o comprometimento de cada profissional que ali trabalha”, conclui Viviane.

*Dados, texto, fotos e informações: assessoria de imprensa do Irga

Participe pelo Whats!